Teste de VT

IMG_4040O teste de vt é o primeiro obstáculo na vida do ator.

Quero crer que quando me ligam é porque acreditam que eu possa ser a solução para aquele filme, uma possibilidade real para aquela personagem e… páro por aqui para não criar muitas expectativas! Aprendi muito esperando o meu teste… é uma prova de paciência. Esperar sem se contaminar nem pela ansiedade e nem pelo meio.

O Ator é aquele que voluntariamente sai da sua zona de conforto para entrar na zona de conflito.

Até hoje me dá uma adrenalina quando me vejo num estúdio, com luzes, câmera, um boom… e tudo mais. Acho uma droga boa.

Esses dias voltei a fazer testes para publicidade. É raro surgir algo e é tão raro eu estar disponível para fazer um teste. Mas quando se consegue o “job” a paga costuma ser boa.

Olhando os termos de compromissos que assinamos vejo o quanto mudou. Os valores, o tempo de veiculação, a infinidade de mídias onde a peça pode ser exibida. Um papel que é apresentado em cima da hora e que é um pré contrato já é um primeiro desafio que, em geral, ninguém se incomoda em ler ou pensar sobre o assunto. Como ando afastado do meio da publicidade e não estou  informado ponho logo minha assinatura concordando com tudo. Devolvo o papel um tanto desconfiado de tudo e resignado.

Nessas últimas semanas fiz dois testes.

No primeiro teste me senti raro e deslocado. Percebi que havia em mim uma resistência em estar ali. Senti a respiração um pouco mais curta que o normal e que a cabeça não parava de pensar em como me dirigir melhor. Foi difícil desligar o meu lado diretor. Pensar no cachê, no que digo nas minhas aulas e naquilo que digo aos meus alunos me ajudou.

No segundo teste aproveitei os aprendizados do anterior e procurei levar um pouco mais a sério tudo. Ler com calma o roteiro, pensar naquilo com mais tempo, prestar atenção no que era pedido no roteiro e me colocar em movimento. No teste anterior eu tinha ficado sentado esperando minha vez, meu corpo ficou “frio” e por consequência meus pensamentos mais lentos. No segundo teste fui disposto a “comer a bola”. Quando faltavam alguns minutos para ser minha vez eu me levantei, começei a caminhar, e trabalhar minha respiração de modo a preencher meus pulmões. Fui bem, consegui me divertir e me satisfiz.

Um dos treinamentos mais importantes dos atores é o de se observar. Conseguir se ver e interferir no que é necessário. Sem auto julgamentos e nem expectativa. A respiração é um bom sinal para saber como estamos. Um outro sinal são os músculos das costas que, por serem muito exigidos, se tornam rígidos e os reflexos dessa sobretensão se refletem na qualidade das imagens.

A lição que tirei desses testes foi essa: faça todo dia um exercício de respiração e alongamentos.

Quer aprender mais:

Oficina Ator Imaginário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s