Uma Questão de Pele.

Atuar é dar qualidade a uma mensagem.

E como transmitimos nossa mensagem, através de que meios, com quais recursos, com quanto esforço, com qual intensidade é o que faz a diferença.

Tenho procurado diferenciar a técnica do ator da linguagem cênica. A técnica pode gerar uma linguagem mas se ela se encerrar numa linguagem perdemos muitas possibilidades. A técnica tem a finalidade de aprimorar o que já existe. De expandir nossas habilidades dando-lhe a dimensão que desejamos. Durante anos venho pesquisando e desenvolvendo esse método para cada vez mais aproveitar cada vez mais do que faço. Isso me estimula e me dá prazer. A técnica deve se desenvolver em função de cada corpo e não vive versa. Como cada corpo é diferente a técnica se adapta. Isso um bom professor deveria saber.

Aqui quero compartilhar o que trabalhamos no última oficina que dei aqui em São Paulo.

Muito pouco se pensa nos sentidos para atuar.

A Visão e a Audição são os sentidos mais estimulados e mais desenvolvidos do nosso corpo em detrimento dos outros. Mas desde que nascemos o sentido mais importante de sobrevivência é o Tato. Aprendemos tudo pelo tato nos primeiros anos de vida. É o maior orgão sensorial que temos, ele cobre todo nosso corpo. É através dele que estabelecemos relações e interagimos com o espaço. Sabemos a temperatura, a textura, o peso, a direção, nos equilibramos, criamos imagens… enfim tudo pela pele. E se pensarmos que a pele também cobre os outros orgãos sensoriais, como o olho, o nariz, o ouvido, a boca, que todos os tecidos tem praticamente a mesma constituição e se comunicam podemos compreender a dimensão do Tato.

Nesse último curso que dei em São Paulo exercitamos nosso tato. E vimos o quanto isso nos deu mais confiança e animo para trabalhar. Que pudemos perceber melhor nosso volume, tamanho, força pela pele. Percebemos que as mãos são regiões muito utilizadas e que por isso são mais previsíveis quanto ao dão como estímulo e ao que recebem se compararmos com a região das costas ou do braço.

Mas é mais fácil desconstruir a mão do que desconstruir a visão. Já tinha percebido isso na preparação do Ensaio Sobre a Cegueira. Tanto que uma das habilidades que trabalhei ali foi a relação com o espaço e com o como imaginamos o espaço à partir de uma percepção feita pelo tato. Depois pelo olfato, audição… para reduzir a dominação da Visão sobre os outros sentidos. Apesar de que ver nunca é uma ação isolada dos outros sentidos. A soma de tudo que percebemos pelos sentidos é o contexto mas que muitas vezes tomamos como sendo a imagem.

Esse processo que fizemos na oficina e no filme foi um processo que nos fortaleceu como indivíduos nos ensinou sobre como administrar tensão no corpo pela auto observação. Reduzindo o desgaste e aproveitando o tempo para criar mais.

Um corpo com tônus justo está mais propenso a agir com consciência. Podemos fazer muitas coisas no susto, sem pensar… mas eu não sigo essa linha. Não acredito em acaso nem em gênios. Existe a diversidade. Existem escolhas.

Eu acredito que é importante criar e depois analisar. Criar não é dom divino. É resultado de um processo, de movimento.

Voltarei a dar aulas em Outubro e Novembro em diversos estados.

2 comentários Adicione o seu

  1. Lindianne Heliomarie Oliveira do Nascimento disse:

    Oi Cris, amei sua oficina, muito instrutiva mesmo sem falar o profissional que você é e como você consegue passar o curso de maneira bem descontraido, sou calada mesmo, gosto de me envolver apenas no olhar, gosto de absorver cada momento e absorvi, disso pode ter certeza, meus alunos que me aguardem. kkkkkkkk. Bom, gostaria de saber de você se eu posso te mandar um de meus livros, é curto, um livro de romance e ficção, que acho que daria um bom material de curta ou longa, sei lá, meu negócio é teatro mesmo, se um dia o cinema me chamar agarrarei com unhas e dentes assim como fiz com o teatro, pois gosto de inovações e de estar sempre em contato com o conhecimento e aprender cada vez mais, é só mandar teu e-mail caso você tenha interesse em ler, estou terminando outro também que é romance e ficção, é bem mais complexo pois envolve muita ação, psicologia, enfim… Ficarei no aguardo então. Mais uma vez parabéns.

    1. Ator Imaginario disse:

      Olá, pode me escrever no meu e-mail academiadaimaginacao@gmail.com
      Eu gosto de ler e pode me mandar que leio.
      Abraço
      Christian

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s