Home

Adeus 2011!

Foi um ano de muita diversidade e muita adversidade.
Projetos difíceis, projetos cancelados, projetos postergados. Cursos maravilhosos em Recife, Rio Branco e Fortaleza. E mais oficinas no Rio de Janeiro, Florianópolis, Campinas e em São Paulo.

A maturidade profissional só se alcança com tempo. É preciso ter entrega, olhos bem abertos, flexibilidade e fé.

Às vezes o tempo pode ser encurtado e mesmo jovem pode se perceber a maturidade de um artista. Fiquei muito emocionado com os depoimentos dos Capitães de Areia, a experiência nem um pouco glamourosa de fazer seu primeiro longa, deixou marcas positivas para as suas vidas. Em sua maioria eles tem a postura que muita gente ‘velha’ não tem.

O meio artístico é elitista, arrogante e seletivo. Muitas pessoas sem critério e que se apoía em opiniões preconcebidas. É preciso saber lidar com isso para não se perder e ao mesmo tempo não criar uma outra arrogância de ‘se achar melhor’ do que tudo isso. A interdependência é enorme. A concorrência mais ainda. A inveja nem se fala. Porém o mundo é feito disso e somos todos parte do mundo. Nossas obras retratam isso e se prestamos atenção ao que falamos nosso discurso apresenta momentos de total falta de humildade.

O Ego está presente em tudo. Não dá para matar, trocar, vender, rifar, modificar… Dá para não alimentar. Se bem que nossa sociedade já criou um banco de alimento para o Ego muito eficiente. Tudo é opção, nada é decisão. Palavras vazias, ações esvaziadas. É tão fácil se trair. Quero ver assumir.

Dentro da minha filosofia de trabalho eu não dou muita atenção aos egos por não ser minha função, por não estar preparado para isso, por não querer alimentar o Ego. Reprimir não funciona por que o Ego é própria repressão do indivíduo. Um antídoto é a Arte.

Nesses anos conheci muitas pessoas que se curaram pela Arte. Nesse blog já relatei vários casos.

No final da vida Grotowski falava da Arte como Veículo. Ele já havia abdicado totalmente da obra artística, já havia transcendido a experiência artística e se dedicou cultivar a vida toda como uma experiência única de processos orgânicos de libertação do indivíduo.

Andando pelo Brasil à fora passei na frente de muitas igrejas que também propõe a Libertação. E sei de muita gente que encontra conforto aí e que está em Paz.
Muitas dessas igrejas ocupam espaços que os artistas poderiam ocupar se eles tivessem mais humildade e não vivessem a reboque de um desejo de reconhecimento.

A melhor parte das obras que fiz não saíram das salas de ensaio. Foram consumidas lá mesmo e processadas nas vidas das pessoas que participaram daquele momento. Em muitas ocasiões isso foi muito mais gratificante para mim do que ver o filme na tela. É isso que me alimenta.

FELIZ 2012!!!

4 pensamentos em “Adeus 2011!!

  1. ….Parabéns professor Christian,na reta final tenho o privilegio de conhecer uma pitada dos seus insinamentos,jamais imaginei que me faria um bem que vou me deleitando aos poucos,acho um métdo que me mexe física e psicologicamente. Quero curtir-o em silencio até culminar em minha livertação…..vou me ver livre de um algo desconhecido que me subjuga. Obrigado meu caro professor, que o bom
    deus o abençõe com muita saude.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s